logo

Madeira em Transição

Localidade: Madeira
E-mail: madeiraemtransicao@gmail.com
WebSite: http://madeiraemtransicao.wordpress.com/
Facebook: https://www.facebook.com/groups/madeiraemtradicao/
Data Inicio: Abr 2012

Numero de pessoas envolvidas directamente na organização: 10
Número médio de participantes nas actividades: 10-15
Grupos de trabalho activos: 5

Actividades/projectos em desenvolvimento:

  • Danças em Transição (semanal)
  • Prossumidores (ligação produtor-consumidor; semanal)
  • Cinema (ocorrência variável consoante disponibilidade)
  • Celebração (trimestral)
  • Permablitz (eventos e tertúlias; ocorrência variável consoante disponibilidade)

Grupos de trabalho anteriores ou actividades passadas:

  • Feiras de Trocas (forma realizadas 2 no ano 2013 e pelo menos 5 em 2012)

mt2

Em 2012, de forma muito espontânea , um grupo de pessoas juntou-se na vontade de não só pensar, mas também fazer coisas acontecer, numa altura em que na Madeira se passava por um dos piores momentos a nível social e económico. Hoje somos um grupo maior de pessoas que quer contribuir para melhorar a sua comunidade, através da partilha de ideias, sonhos, observações, conversas… Com esta partilha, procura-se criar condições para que projectos e iniciativas que contribuam para a transformação positiva da comunidade possam germinar e transformar-se em sementes de mudança. A nossa Visão é a de criar comunidades sustentáveis, inclusivas, resilientes, alegres e inspiradoras e como missão queremos criar redes de sustentabilidade, partilha e oportunidades de crescimento, tendo em conta a participação comunitária e a auto-suficiência, salvaguardando o bem-estar humano e a biodiversidade, invertendo os processos de separação do homem da natureza. Os nossos objectivos:

  • Criar uma rede de suporte, partilha, troca de conhecimento, vivências e experiências.
  • Criar oportunidades de crescimento pessoal e comunitário mais humano, compassivo e participativo.
  • Aperfeiçoar competências individuais e comunitárias, estimular a criatividade e a cooperação na comunidade e na criação de alternativas sustentáveis.
  • Criar as condições para o surgimento de uma nova economia, uma economia de “transição”.
  • Fomentar a auto determinação de cada indivíduo.
  • Desenvolver projectos agrícolas, energéticos, construtivos, comunitários e humanitários.
  • Aumentar a resiliência comunitária e reduzir a pegada de carbono.
  • Criar momentos de convívio, alegria e união. Neste momento temos os seguintes grupos de trabalho : Grupo de Prossumidores ( grupo de produtores e consumidores), Feira de Trocas, Ciclo de Cinema, Permablitz, Danças Europeias , Grupo de Sementes e Formação.