Começou ontem, dia 24 de Maio, o encontro de quatro dias do movimento internacional da Transição. Em Santorso, no norte da Itália, convergem neste momento os Hubs – estruturas que apoiam, a nível nacional, as iniciativas que localmente fazem a Transição. O propósito é criar ligação internacional, sentir onde se encontra o movimento, partilhar inteligência colectiva, partilhar inspiração, ideias e práticas e apoiar a evolução do movimento a nível internacional.

A Transição Portugal faz-se representar por duas abelhas, Raquel Ribeiro (Porto) e Sara Serrão (São Luís). Encontramos aqui pessoas vindas de vários países europeus – Espanha, França, Inglaterra e Escócia, Itália, Bélgica, Holanda, Luxemburgo, Alemanha, Áustria, Eslovénia, Croácia, Roménia, Dinamarca, Suécia – e de bem mais longe, como o Japão, Brasil, Chile, México, Argentina e Uruguai. Além destes, encontramos ainda representantes da Transition Network, a estrutura que tem sempre apoiado o movimento internacional, desde a sua criação.

Somos acolhidas por uma família local de Santorso e reunimo-nos na Villa Rossi, lindíssima, com um grande parque em estilo romântico. Os primeiros dias foram de conexão e reconhecimento, olharmos-nos uns aos outros, conhecermos as motivações mais profundas, paixões, sentimentos e desafios. Neste momento estamos atravessar o processo de exploração e decisão sobre modelos de governância: estrutura e processos de decisão.

Deixamos a todas e a todos um grande abraço e muita magia e inspiração deste movimento que sim!, faz a diferença.

Sara em Santorso, over and out.